12 ações para promover a redução de custos nas empresas

“Não existe mais um meio termo: ou a empresa aprende a planejar seus custos ou está fora do jogo”. A afirmação de Pedro Parreira, diretor da Parcon Consultoria, destaca a importância do controle e da redução de custos nas empresas, principalmente, em um mercado tão globalizado e competitivo como o atual.

O mercado acirrado exige gerenciamento total das despesas, sendo assim, uma boa gestão de custos pode ser a vantagem de uma empresa sobre a outra. Uma das boas maneiras de gerenciar as despesas é implantando um programa de redução de custos espontânea.

Por outro lado, é mais comum as empresas implantarem um programa de redução de custos compulsório com características bem distintas. Nesse cenário é comum que a companhia esteja passando por uma crise e o objetivo do programa se resume na sobrevivência do negócio.

Pensando nisso, levantamos 12 ações para promover a redução de custos nas empresas, confira!

1. Buscar sugestões dos empregados

Opção barata para redução de custos nas empresas e que costuma produzir bons resultados. Pode ser implantado com ou sem um sistema de premiação para as sugestões efetivadas.

2. Renegociar contratos

Utilizando-se do poder de barganha de que dispõe o contratante, a renegociação de contratos pode trazer reduções substanciais.

3. Eliminar o custo financeiro das compras faturadas

A concessão de prazo de pagamento aos clientes é uma prática comum, mas tem um custo. Para eliminá-lo, a organização compradora deve optar pelo pagamento à vista mediante a obtenção de um desconto no preço.

4. Reduzir despesas financeiras

A forma mais eficiente de redução de despesas financeiras é diminuindo o estoque da dívida, o que só pode ser feito quando há suficiente geração de caixa. A substituição de dívidas mais caras (geralmente contratadas há mais tempo) por outras mais baratas é uma boa opção.

5. Aumentar o giro dos estoques

Vender mais rápido reduz a necessidade de capital de giro que por sua vez diminui os custos do financiamento do mesmo. Caso a empresa financie o capital de giro com recursos próprios, o aumento do giro dos estoques resultará em maior sobra de recursos para investimento.

6. Usar materiais alternativos

O princípio básico dessa medida é substituir um material em uso por outro de menor custo, mas que desempenhe a mesma função (valor) que o atual.

7. Eliminar desperdícios

Essa é a mais conhecida medida para redução de custos. Deve ser usada com rigor porque nem sempre os desperdícios são facilmente identificados.

8. Aumentar a produtividade dos recursos humanos e físicos

O princípio básico dessa medida é a redução dos custos unitários. Na essência, ela busca eliminar a ociosidade dos recursos disponíveis Assim, para um mesmo valor de gastos, busca-se obter um maior número de unidades de produtos ou serviços.

9. Otimizar a rota de entrega

Para as organizações que incorrem em custo logístico, a otimização da rota de entrega, quando uma mesma viagem destina-se a atender a várias entregas ou coletas, gera redução. O ideal é identificar a rota mais curta que atenda a todos os pontos.

10. Fazer a substituição ótima de equipamentos

As máquinas e equipamentos têm uma vida econômica, um tempo ideal para que valha a pena mantê-los em operação. Esse procedimento significa trocar equipamentos na época certa, nem muito cedo nem muito tarde.

11. Implementar parcerias estratégicas

Parcerias ou associações estratégicas podem ser adotadas de modo a ganhar escala nas atividades de venda ou compra. O efeito será a redução de custos de compra, publicidade, serviços de apoio, etc.

12. Terceirizar atividades

Algumas atividades como transporte, limpeza, cópias, alimentação, entre outras podem ter seu custo reduzido caso sejam terceirizadas. Não há regras e cada caso requer uma análise específica.

“Quando a empresa está no vermelho ou está próxima disso, nesse ponto encontramos o perigo! A toque de caixa, o gestor começa a reduzir custos aleatoriamente, esbarrando nos custos estratégicos, que podem prejudicar o volume de negócios e apressar a falência da empresa”, ressalta o diretor da Parcon.

Para promover a redução de custos nas empresas não precisa necessariamente haver uma crise, por isso, as ações aqui levantadas também podem ser aplicadas em um momento de pré-expansão e sem crise em que o objetivo de ampliar a vantagem competitiva e culminar na ampliação do negócio.

Entre em contato com a Parcon e descubra estratégias específicas para a redução de custos na sua empresa!